Pedro Pereira

Segurança da informação, Linux, tutoriais, consultoria e outras coisas que podem te ajudar!

Configuração de roteadores Cisco



Um roteador, ou router, nada mais é que um computador especializado em realizar uma tarefa específica. Neste caso, o roteador é especializado em interconectar redes. Sejam redes a quilômetros de distância ou duas redes no mesmo prédio: o roteador define como chegar de uma rede à outra, define quais rotas o pacote pode pegar e também faz um filtro de pacotes (através das ACL‘s) básico, para controlar o acesso.

A Cisco Systems é hoje a maior fornecedora de equipamentos de rede do mundo. Fundada em 1984 por Len Bosack e Sandy Lerner, a Cisco Systems produz diversos equipamentos de rede para finalidades distintas: roteadores, switches, telefones IP, etc., atendendo desde redes pequenas e bem simples, até redes de grandes provedores e companhias telefônicas (como a Telefônica, por exemplo). Atualmente, também está entrando no mercado doméstico através da aquisição da Linksys e das câmeras Flip.

Neste post vou te ensinar a fazer a configuração básica de um roteador Cisco. Coisas como definir hostname, descrição de uma determinada interface, configurar endereços IP’s, etc., que você deve sempre saber de cór e salteado. Além disso, grande parte do que explico aqui é tópico na prova Cisco CCNA.

Como obter ajuda rapidamente no IOS

Enquanto você está executando os comandos é natural que dúvidas em relação à eles surjam: pode ser que você esqueça qual parâmetro realiza alguma tarefa, pode ser que você simplesmente esqueceu qual a sintaxe de um comando específico. Ou então, você quer saber quais os comandos disponíveis em um determinado contexto de configuração. Vou dar uma rápida descrição aqui de como se virar nessas situações.

Para verificar quais comandos você pode executar em um determinado modo do IOS, basta pressionar a tecla “?” uma vez para que todos os comandos sejam listados junto com uma breve descrição de sua função:

Osiris#?
Exec commands:
access-enable    Create a temporary Access-List entry
access-profile   Apply user-profile to interface
access-template  Create a temporary Access-List entry
alps             ALPS exec commands
archive          manage archive files
audio-prompt     load ivr prompt
bfe              For manual emergency modes setting
call             Load IVR call application
cd               Change current directory
clear            Reset functions
clock            Manage the system clock
configure        Enter configuration mode
connect          Open a terminal connection
copy             Copy from one file to another
debug            Debugging functions (see also ‘undebug’)
delete           Delete a file
dir              List files on a filesystem
disable          Turn off privileged commands
disconnect       Disconnect an existing network connection
elog             Event-logging control commands
enable           Turn on privileged commands
–More–

Note o “–More–” no fim da listagem. Isso indica que, por motivos de espaço na tela, nem todos os comandos foram listados ainda. Para continuar vendo as opções, pressione a barra de espaço. Semelhante aos comandos “more” e “less” do Linux/UNIX.

Agora que você já descobriu o comando que quer usar, como verificar quais as opções que ele suporta? Basta digitar o comando, um espaço e a “?” novamente. Por exemplo, o comando “ip”. Para verificar quais as opções que ele suporta, você faz o seguinte:

Osiris(config-if)# ip ?
Interface IP configuration subcommands:
access-group        Specify access control for packets
accounting          Enable IP accounting on this interface
address             Set the IP address of an interface
audit               Apply IDS audit name
auth-proxy          Apply authenticaton proxy
authentication      authentication subcommands
bandwidth-percent   Set EIGRP bandwidth limit
bgp                 BGP interface commands
broadcast-address   Set the broadcast address of an interface
cef                 Cisco Express Fowarding interface commands
cgmp                Enable/disable CGMP
directed-broadcast  Enable forwarding of directed broadcasts
dvmrp               DVMRP interface commands
hello-interval      Configures IP-EIGRP hello interval
helper-address      Specify a destination address for UDP broadcasts
hold-time           Configures IP-EIGRP hold time
igmp                IGMP interface commands
inspect             Apply inspect name
irdp                ICMP Router Discovery Protocol
load-sharing        Style of load sharing
mask-reply          Enable sending ICMP Mask Reply messages
–More–

Novamente, note o “–More–” no final da listagem. Ainda há mais opções do que as exibidas nesta primeira listagem. Lembre-se sempre disso!

Uma última dica é o auto-complete de comandos. Esta funcionalidade do IOS completa a digitação de comandos automaticamente para você, poupando um pouco de digitação. Por exemplo, se você digitar apenas:

Osiris(config-if)# ip add<TAB>

Ele irá completar a digitação para:

Osiris(config-if)# ip address

E você pode digitar apenas os parâmetros que não podem ser completados automaticamente. Vale lembrar que esta funcionalidade só pode ser utilizada quando não há ambiguidade no nome dos comandos. Por exemplo, se houverem dois comandos diferentes (dentro do mesmo contexto) que comecem com a letra “c”, você precisa digitá-los até o ponto em que eles são diferentes e aí sim pressionar a tecla TAB para que o auto-complete funcione corretamente.

O assistente de configuração inicial

Se esta é a primeira vez que você está ligando o roteador, ou se você ainda não tem uma configuração salva (mesmo que já tenha utilizado o dispositivo anteriormente) o IOS irá perguntar se você deseja utilizar o assistente de configuração (chamado por ele de initial configuration dialog). Particularmente, não sou muito fã deste assistente não. Ele é um pouco complexo e deixa de oferecer várias opções interessantes de configuração.

Recomendo que você responda que não quer utilizar o assistente para configurar o roteador (respondendo “no” na pergunta e pressionando enter):

% Please answer ‘yes’ or ‘no’.
Would you like to enter the initial configuration dialog? [yes/no]: no

Depois é só teclar enter mais uma vez e você entrará no modo usuário e já pode começar a configuração do roteador.

Modificando o hostname

O hostname que você configura direto no roteador tem relevância apenas localmente, ou seja, outros roteadores na sua rede não poderão se referir ao seu roteador pelo nome que você definir através do comando “hostname”. Para que seja possível definir um nome com relevância global (permitindo que outros roteadores utilizem o nome escolhido para a comunicação com este roteador) você deve alterar a zona correspondente no seu servidor DNS.

Para configurar o hostname, você deve acessar o seu roteador (se você ainda não configurou a senha para o telnet, você poderá apenas acessá-lo através do console. Mais adiante neste post você irá aprender a definir todas as senhas necessárias para acessar o dispositivo através da rede) e ir para o modo de configuração:

Router> enable
Router# configure terminal
Enter configuration commands, one per line.  End with CNTL/Z.
Router(config)#

O comando “configure terminal” o levará para o modo de configuração global do IOS. Aqui você pode alterar todas as configurações do sistema, por exemplo, definir os IP’s das interfaces, habilitar/desabilitar interfaces, definir rotas, configurar protocolos de roteamento dinâmico (como RIPv2, OSPF, etc), definir banners, etc.

Estando no modo de configuração, execute o seguinte comando para definir o hostname:

Router(config)# hostname NomeDesejado

Por exemplo,

Router(config)# hostname Osiris
Osiris(config)#

Note que, logo após você modificar o hostname, ele já passa a ser utilizado no prompt. Porém, não se engane: se você reiniciar o roteador agora o nome “desaparecerá”. Para que o nome fique configurado permanentemente no roteador, você deve salvar as configurações. Veremos como fazer isso mais adiante no post.

Configurando o servidor DNS

No IOS, você pode utilizar servidores DNS para que o roteador seja capaz de resolver nomes de domínio. Essa configuração é simples, porém é muito importante e pode ser de grande ajuda quando você está realizando testes de conectividade. Como em qualquer sistema operacional moderno, você poderá especificar um ou mais servidores DNS que serão consultados pelo roteador.

Para fazer a configuração, você irá utilizar o comando “ip name-server” no modo de configuração global:

Osiris(config)# ip name-server 8.8.8.8

Se você deseja configurar mais de um IP:

Osiris(config)# ip name-server 8.8.8.8 8.8.4.4 1.2.3.4 5.6.7.8

E pronto! Servidores DNS configurados.

Configurar banners

Os banners são mensagens exibidas para usuários quando eles tentam se conectar ao roteador pela rede. Através destas mensagens você pode avisá-los sobre manutenção, regras relacionadas ao uso, instruções de segurança, etc.

Existem alguns tipos diferentes de banners que podem ser configurados no IOS:

  • exec: A mensagem do tipo exec é exibida quando uma sessão exec é iniciada;
  • incoming: Esta mensagem é exibida para usuários que se conectem ao roteador através do console ou linha auxiliar;
  • login: Este banner é apresentado depois do motd e antes de aparecer o prompt e é exibido em todos os terminais conectados;
  • motd: O banner motd (message of the day, mensagem do dia) é o banner mais comum e utilizado em dispositivos Cisco. A mensagem definida como motd, será exibida para todos os que tentarem se conectar ao seu roteador não importando a forma (Telnet, console, auxiliar, etc.).

Como você já deve ter percebido, a diferença entre os tipos de banners é o momento em que eles são exibidos. Como o motd é o único que sempre é exibido, não importa o modo de conexão, geralmente é ele quem eu uso. A não ser que você tenha que exibir mensagens diferenciadas para cada tipo de usuário, recomendo que faça o mesmo.

Para configurar o banner motd:

Osiris(config)# banner <tipo do banner> <caracter delimitador da mensagem>

Depois de definir o tipo do banner, você deve indicar qual caracter delimitará a mensagem que você vai digitar, ou seja, o caracter indicado no comando irá definir o fim da mensagem do banner. Por exemplo:

Osiris(config)# banner motd @
Enter TEXT message.  End with the character ‘@’.
Banner de teste do roteador Cisco!@

No exemplo acima, a mensagem definida é “Banner de teste do roteador Cisco!”. O “@” não é considerado parte da mensagem. Vale lembar que o caracter que você escolher não pode aparecer no texto que você quer definir como sendo o conteúdo do banner.

Todos os outros tipos de banners seguem a mesma lógica. Para verificar todos os tipos de banners suportados pela sua versão de IOS digite o comando:

Osiris(config)# banner ?

Esse comando irá exibir a lista de opções aceitas pelo comando.

Leia o resto do texto: Página 1 Página 2 Página 3 Página 4



Gostou do post? Então assine o feed RSS e não perca os próximos!






68 Comentários

  1. Antonio

    11|Jun|2014 1

    Boa tarde Pedro. Tenho instalado pela NET um Cisco DPC 3925. Observei que o equipamento apresenta uma entrada USB. tentei usá-la para conectar, via USBA, um HD externo e não consegui “ver” o HD, sequer aparece na tabela de dispositivos ligados. também tentei com Pendrive e nada. Você poderia ajudar-me a resolver este problema. Obrigado.

  2. Pedro Pereira

    12|Jul|2014 2

    Antonio,

    Essa entrada USB não é usada para conectar periféricos. Ela é usada para a manutenção do dispositivo em si.

    []’s
    Pedro Pereira.

  3. Luciano

    03|Nov|2014 3

    Prezados,

    Tenho um Switch Cisco no Rack e como faço para desbloquear a porta? Tentei colocar outro Switch direto em um ponto de rede em uma sala para distribuir rede para mais computadores, mas a porta do Switch Cisco no Rack ficou travada por ter espetado esse outro Switch na outra ponta na sala.

  4. Pedro Pereira

    04|Nov|2014 4

    Luciano,

    Dá uma olhada nos comandos de port security do Catalyst que você vai conseguir desbloquear a porta. Ela devia estar configurada para aceitar apenas um MAC e quando você ligou vários hosts, ativou a proteção do IOS.

    []’s
    Pedro Pereira

  5. francisco melo

    27|Nov|2014 5

    como eu posso criar uma word list agora?

  6. Pedro Pereira

    22|Dec|2014 6

    Francisco,

    Dê uma olhada neste post: http://www.pedropereira.net/gerar-wordlist-crunch/.

    []’s
    Pedro Pereira

  7. Antônio Carlos Coelho Abrantes

    09|Mar|2015 7

    Parabéns, Pedro, pelo seu post e pela ajuda que vc tem dado à comunidade!
    Tenho um moden DPC2928 da Cisco fornecido pela Net. Gostaria de configurá-lo para permitir que eu utilize um DNS para IP Dinâmico, tipo NO-IP. Preciso disto para poder ver as minhas câmeras de segurança fora da minha rede, do meu celular, por exemplo.
    Você sabe como configurá-lo, ou um caminho para que eu possa conseguir isto? Não adianta tentar na NET, o manual não fala disto e os atendentes da Cisco só conhecem roteadores corporativos.
    Não sei mais a quem recorrer.
    Obrigado por qualquer ajuda.
    Antônio Carlos

  8. Como Funcionan Los Sistemas De Cctv | Actual Percentil

    06|May|2015 8

    […] Como configurar um roteador Cisco | Pedro Pereira … – Bom dia Pedro! Estou com um dilema com a NET VIRTUA. Tenho um modem cisco HABILITADO e FUNCIONANDO na net, cadastrado na cidade de NOVA IGUAÇU…. […]


Deixe seu comentário!




Receba o conteúdo do site por e-mail! Você só recebe um e-mail quando há um novo post. Não se esqueça de confirmar através do e-mail que você vai receber!

Digite seu e-mail: